Fator de potência

Para entender o que é fator de potência primeiramente é necessário conhecer um pouco sobre potência elétrica. A potência de um equipamento elétrico pode ser desmembrada em 3 partes: Potência reativa, potência ativa e potência aparente.

Potência ativa: é aquela que produz trabalho (movimento, calor, luz e etc.) e é medida em Watts (W).

Potência reativa: não produz trabalho, ela serve para criar e manter campo magnético de cargas indutivas necessário para o funcionamento e é medida em Volt-ampere reativo (VAr).

Potência aparente: é a soma vetorial da potência ativa e reativa, é medida em Volta-ampere (VA). É a potência total fornecida pela fonte.

O fator de potência (FP) indica qual a porcentagem da potência total fornecida (kVA) é efetivamente utilizada como potência ativa (kW). O fator de potência é a relação entre a potência ativa (P) e a potência aparente (S). Essa relação por ser calculada por: FP = P/S.

Essa relação mostra quão eficiente sua instalação elétrica está consumindo a energia elétrica. Quanto mais próximo o valor de 1, mais eficiente está sendo seu consumo. As concessionarias estimulam o cliente a manter seu fator de potência dentro dos limites estipulados pela Resolução ANEEL 456/600 (Agência Nacional de Energia Elétrica) não cobrando pela potência reativa utilizada. Tanto o cliente quanto a concessionaria são beneficiados por um fator de potência melhor.

Para consumidores residenciais não há cobranças de consumo reativo.

Para verificar se sua instalação está com o fator de potência abaixo do permitido basta verificar na fatura se há cobrança de energia reativa.

Pare de pagar multa. Entre em contato!